Nardoni: Relevância social e jornalística ou sobrestimação gerada pela ocorrência dentro da classe média/alta do país?

Victor Spíndola

Victor Spíndola
Verdadeiramente s/ tempo pra postar, mas logo atualizo. Grace and Peace

Welcome to my desire.

"Surrender, come mi sono arreso. Immergetevi in quello che non so come ho colomba. Non preoccupatevi di capire, passa dal vivo ogni comprensione." Clar. Lisp.


Papà mi fa interamente alla tua volontà, mi permetta di essere pienamente esperienza nella tua volontà! Grazie, Dio mio. Victor Spíndola

Pesquisar este blog

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Si vince o si perde senza errori.

Este incofesso desejo.


Eu não quero parecer dono de um amor certíssimo, incontestável e incondicional. Ágape vem de Deus e nós sabemos disso. Contudo, parafraseando Drummond, posso dizer tudo que eu queria hoje era ter coragem de contar um momento secreto, publicar este amor, isso porque não me falta vontade, enfim é meu maior desejo.

Essa ambição me permite rapidamente trazer pra vcs, um novo texto, um novo post e novo olhar referente a um também novo tempo. Carlos podia ter dito “I was born to love you”, mas sua linhas são suficientes pra traduzir a essência da percepção de além de ter nascido, também viver exatamente pra amar, no sentido mais literal, na acepção de ser inteiramente induzido a se aproximar, conservar, proteger, cuidar de outrem, embora tudo isso seja negligenciado por medo de decidir e apostar nesse amor. Segue suas linhas:


Inconfesso Desejo - Carlos Drummond de Andrade

Queria ter coragem
Para falar deste segredo
Queria poder declarar ao mundo
Este amor
Não me falta vontade
Não me falta desejo
Você é minha vontade
Meu maior desejo
Queria poder gritar
Esta loucura saudável
Que é estar em teus braços
Perdido pelos teus beijos
Sentindo-me louco de desejo
Queria recitar versos
Cantar aos quatros ventos
As palavras que brotam
Você é a inspiração
Minha motivação
Queria falar dos sonhos
Dizer os meus secretos desejos
Que é largar tudo
Para viver com você
Este inconfesso desejo



7 comentários:

  1. Drummond sempre mostrou-se impressionante.
    É incrível a capacidade que ele tinha de expressar seus sentimentos e vontades tão profundamente através de seus textos.

    Quanto a você, Victor, sempre gostei do seu jeito de escrever, mas confesso que não esperava ver um texto de Drummond aqui.
    Rômantico. ;)

    ResponderExcluir
  2. Surpresa com meu romantismo? Poxa, fiquei ligeiramente chateado com ixu. Mas garanto não ser efêmero, rs.

    ResponderExcluir
  3. Realmente surpreendente em tal ponto, que digo que esse texto parece mais meus amores platônicos do que seus amores sempre realistas.
    Mas em todo caso, se é isso que sentes não duvide que tudo vai se encaixar no final. E quando estiver lá na frente você vai olhar pra isso e vai entender que tudo aconteceu por que tinha que acontecer.

    =]

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que lindo!!

    Não sou uma das mais 'expertes' de Drummond, falha minha obviamente, por não lê-lo com tanta frenquência. Prometo que mudarei!

    Victor adorei o post, adoro ler o que você posta. É legal ver as coisas sob a perspectiva do outro, às vezes alguém escreve ou fala algo que você tinha pensado mas não pronunciou, ou então algo que você nem mesmo tinha percebido. Existem desejos que não cabem dentro da gente, e a maioria desses desejos não podem ser ditos, então "deixa assim ficar SUBENTENDIDO" ♫

    ResponderExcluir
  5. É que hoje eu vejo transparência como nunca em você.

    ResponderExcluir
  6. Olá Vi!

    Você novamente escrevendo sobre AMOR, o sentimento mais lindo e puro que existe, seja ele por amigo, família, namoro...
    Que esse sentimento continue crescendo dentro de ti!!

    De vez em quando venho aqui saber o que se passa nessa sua cabeçinha, já que não temos muiito contato!!

    Bela foto!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Creio que hoje a sua loucura saudável permite que você espalhe aos quatro ventos os seus secretos segredos.

    "I was born to love you" é uma música que toca o coração de qualquer apaixonado, e acredito q não vá sair da minha cabeça tão cedo.

    Lindo post meu bem.

    ResponderExcluir